domingo, 12 de agosto de 2018

Estou na Volta


Raúl Alarcón bisou na Volta a Portugal (2017 e 2018), no dia em que Vicente de Mateos venceu o contrarrelógio e ficou com camisola - verde - dos pontos, Joni Brandão foi o melhor português (2º na geral), Xuban Errazkin ficou com a branca da juventude, enquanto que Alarcón também foi o rei da montanha e teve a companhia do seu colega Rui Vinhas, que sofreu um grave acidente na prova mas resistiu até Fafe.


Mais uma vez - pelo terceiro ano consecutivo - estive cá incluido na equipa da ARIC, com o estreante Rui Miguel Seabra e o António Barbio, .com a retaguarda bem representada pelo Paulo Ferreira e o Miguel Guarda
Mais uma vez foi muito gratificante, apesar de não ter estado onde mais gosto.
Para o ano há mais!

Sem comentários: